Início Blog O que é um PAD? O que significa PAD? Synth Pad

O que é um PAD? O que significa PAD? Synth Pad

0

Sons do tipo PAD são usados para criação de ambiência e sustentação, suas texturas podem ser baseadas em samplers ou sintetizados a partir de um som qualquer reproduzido de forma contínua, apresentam características que trazem profundidade, sensação e emoção. O termo PAD significa Almofada, mas é empregado também para superfícies lisas.

Seu uso mais comum dentro do Worship é para o preenchimento da música, em especial os momentos de menor pressão sonora, preenchendo os vazios.

Eles podem ser utilizados acompanhando a harmonia da música, como uns dos sons executados pelo tecladista ou pedaleiras de efeito, usados com VS/PlayBacks ou ainda através dos Worship Pads (Saiba mais em http://www.worshippadsfree.com).

Clique aqui para se desejar saber mais sobre “O que é Worship Pads?”.

Os PADs não se limitam ao estilo Worship, são usados em diversos estilos.

Popularizado nos anos 80 através dos sintetizadores analógicos e órgãos eletrônicos, foram rapidamente trazidos para o mundo dos VSTs. Veja neste vídeo um exemplo bacana de PAD baseado em sintetizador:

Comportamento do PAD

Para que um pad funcione corretamente em suas músicas, ele precisa se ajustar ao tempo (bpm) utilizado e á dinâmica empregada. Se estamos em uma música mais alegre ou agitada, esperamos que a nota comece a soar rapidamente e em uma troca de nota ela não fique soando mais do que o necessário, evitando que o som fique embolado. Se estivermos tocando uma musica mais lenta, não queremos agressividade no som, precisamos de transições mais suaves e até aceitamos que o som fique soando um pouco mais e entre por alguns instantes no próximo compasso.

http://www.svpwiki.com/Attack+Sustain+Decay+Release

Attack = Ataque é o tempo usado para que o som inicie e chegue ao pico, que pode ser um volume maior, igual ou menor ao volume de
sustentação (sustain). Em uma transição de notas ou acordes, este será o tempo que a nova nota ou acorde irá demorar para soar plenamente.

Decay = Tempo usado para o som sair do pico e entrar no volume de sustentação (sustain)

Systain = Corpo do PAD, em geral a parte que ficará soando por mais tempo, sustentando o som.

Release = Encerramento do som, é o tempo que o som irá demorar para chegar ao volume mínimo. Em uma transição de notas ou acordes, este será o tempo que a nota atual irá demorar para se encerrar antes de iniciar a nova nota.

Um PAD pode ser baseado em:

Sampler de um som real

O software não cria o som, ele se baseia em um ou mais sons previamente criados ou gravados, a partir deste som ele pode usar o som inteiro ou partes dele para compor a textura do som.

Neste caso é necessário um software para reproduzir e dar a textura do PAD.

Criado eletronicamente ou som digital

Neste caso o software produz as ondas necessárias até obter a textura do PAD, variando de acordo com a técnica empregada e dos timbres utilizados.

A grande maioria dos emuladores de sons ou sintetizadores oferecem pelo menos um preset que cria um PAD.

Técnicas para criação de um PAD a partir de samplers

Nas pesquisas que realizei encontrei inicialmente 4 técnicas para criação de um PAD a partir de um sampler. Encontrando novas técnicas estarei atualizando o artigo.

Compress ou Compactação:

O som é compactado expremendo as notas até conseguir uma consistência mais plana e suave, repetindo sem intervalos. Ao comprimir você diminui o intervalo em que as notas são tocadas, se usar de modo extremo você consegue obter um som único e contínuo.

É possível utilizar uma DAW para compor o som e em seguida utilizar um player de pads que faça tranposição de tonalidade do som original. Você gera uma amostra para uma nota qualquer da escala e as demais o VST faz o trabalho de transpor o som.

Veja o exemplo abaixo que gerei a partir de um sampler:

Exemplo de compressão

Sobreposição:

Vários sons distintos ou não são executados um sobre o outro, intercalando os intervalos de forma a criar uma consistência mais plana. Este modelo se assemelha mais com uma orquestra, onde um músico entra cobrindo o outro até que não haja vazios na música.

Ferramenta que utiliza este método: Wave tables comuns, Xpand!2, Hybrid e Synth Master

É possível utilizar uma DAW para compor o som e em seguida utilizar um player de pads que faça tranposição de tonalidade do som original. Você gera uma amostra para uma nota qualquer da escala e as demais o VST faz o trabalho de transpor o som.

Particle ou Particulas:

O sintetizador se baseia em um sampler (um som gravado), separa um intervalo de tempo deste som, em seguida pega fragmentos aleatórios (baseado em algorítimos) de diversas pontos ou frequências diferentes criando um novo som, repetindo o processo formando um loop destas particulas agrupadas até ter um som contínuo.

O modelo baseado em partículas é mais difícil de representar visualmente, uma vez que ele se baseia em um ambiente tridimensional.

Exemplo do conceito de partículas

Recorte:

O método de recorte permite que você pegue um sampler qualquer e desenhe quais partes daquele som serão usadas na composição do PAD, você desenha sobre o espectro de frequências do sampler.

Ferramenta que utiliza este método: Iris 2 Izotope

Na imagem abaixo é possível observar o recorte, veja o sampler selecionado no quadro em fundo preto e ondas em azul com a seleção demarcada com o contorno branco. Logo abaixo um quadro com a amostra selecionada aumentada (cinza claro) e o recorte em azul contornado com linhas tracejada sem branco.

Iris2 by Izotope

Granular:

O sintetizador se baseia em um sampler (um som gravado), separa um intervalo de tempo deste som, em seguida obtém fragmentos do som aleatórios, mas buscando uma faixa completa, alternando a intensidade e espessura da faixa recuperada, mas sempre trazendo todas as frequências daquela faixa, em seguida junta todos es fragmentos em um novo som.

Ferramenta que utiliza este método: PadSho Pro Steinberg, Xpand!2, Hybrid

Na imagem abaixo é possível observar o sampler em vermelho claro dentro do retângulo. Em cima do sampler existem faixas brancas, umas mais intensas e outras mais fracas, estas linhas representam qual fragmento do som está sendo executada naquele instante. As configurações permitem dizer com que velocidade, aleatoriedade de posição e intensidade serão executados.

PadShop Pro by Steinberg

SEM COMENTÁRIOS