O louvor é para quem? A música e os sons são para quem? 

0

O Louvor é para quem? Porque nos preocupamos tanto com a aprovação dos outros irmãos? Quando louvamos, cantamos ou tocamos um instrumento, para quem estas palavras e sons serão emitidos?

Devemos ignorar nossos irmãos, amigos e convidados dando atenção somente a Deus no culto? E o amar ao próximo, não se encaixa neste contexto?

Deus se agrada desta forma de pensar?

O louvor é para quem?

Primeiro, vejamos comentários comuns entre alguns músicos e cantores:

“eu não ligo se você gostou ou não, eu não estou aqui para agradar aos homens, mas a Deus”
“meu louvor é para Deus, não é para você”
“o Senhor vê o que está no coração, não julgue seu irmão, ele canta desafinado, mas canta para o Senhor” 

Segundo, leia este texto:

36 “Mestre, qual é o maior mandamento da Lei? “
37 Respondeu Jesus: ” ‘Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento’.
38 Este é o primeiro e maior mandamento.
39 E o segundo é semelhante a ele: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’.
40 Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas”.

Mateus 22

Vamos pensar um pouco:

Antes de expressar meu entendimento a respeito do tema, precisamos estabelecer com base na Bíblia alguns parâmetros, pois é neles que apoiarei meu raciocínio. E aos poucos durante a leitura acredito que entenderão porque uso estes versículos como base.

1° parâmetro: Amar a Deus (Marcos 12:30)

2° parâmetro: Amar ao próximo como a ti mesmo (Marcos 12:31)

E acrescentarei um parâmetro técnico:

Música é baseda na ciência dos sons, que são um conjunto de frequências sonoras emitidas com base em padrões técnicos, executadas em harmonia, sendo usadas como meio para expressar nossas emoções.

O texto bíblico estabelece que estes dois parâmetros convivem simultaneamente, ou seja, se eu amo a Deus eu tenho que amar o próximo, não é opcional. Logo, se eu faço algo para Deus, este algo não pode estar ausente de amor ao seu próximo.

Este parâmetro é base não apenas para o convívio diário básico, mas para tudo, inclusive a música.

Não é preciso ter um texto bíblico dizendo que cantar desafinado pode deixar muitos irmãos tristes, chateados e incomodados. Tão pouco um verso que diga que tocar mal ou sem coordenação é errado. Não é preciso porque tocar e cantar mal não fará bem para a comunidade, é uma demonstração de falta de amor e entendimento, pois certamente esta pessoa possui outros dons e pode contribuir com mais excelência em outro departamento.

Porque não devo ignorar meus irmãos?

O amor ao próximo e a comunhão estão no centro do relacionamento Cristão, é a chave para a vida e o crescimento.

A preocupação de Jesus é tão grande a este respeito, de cortar de vez os autossuficientes, deixa quase um capitulo apontando o real valor da comunhão e do perdão. Ele estabelece uma regra fundamental, você não é nada no reino de Deus sem a comunhão com seu irmão. Você não pode ser uma estrela solitária.

Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus. Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou no meio deles.
Mateus 18:19-20

Paulo vem colaborar com este entendimento, exortando que tenhamos paciência com os mais fracos na fé:

Aceitai o que é fraco na fé, sem a preocupação de debater assuntos controvertidos. 2Um crê que pode comer de tudo, e outro, cuja fé é fraca, come somente alimentos vegetais. 3Aquele que come de tudo não deve menosprezar o que não come, e quem não come de tudo não deve condenar quem come; pois Deus o aceitou. 4Quem és tu, que julgas o servo alheio? É para o seu senhor que ele está em pé ou cai. E permanecerá em pé, porquanto o Senhor é capaz de o sustentar.
Romanos 14:1

A analogia do corpo, que diz que fazemos parte do corpo da noiva de Cristo, que a Igreja é um só corpo, composta de muitos membros, colabora com este entendimento, de que devemos nos preocupar com o próximo.

Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também.
Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito.
Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos.
1 Coríntios 12:12-14

Pode um membro deste corpo subir no palco/púlpito e começar a atacar seu irmão porque não concorda em partes em algum tema? Pode você fazer algo relaxadamente pouco se importando com seu próximo?

Se o pé disser: Porque não sou mão, não sou do corpo; não será por isso do corpo?
E se a orelha disser: Porque não sou olho não sou do corpo; não será por isso do corpo?
Se todo o corpo fosse olho, onde estaria o ouvido? Se todo fosse ouvido, onde estaria o olfato?
Mas agora Deus colocou os membros no corpo, cada um deles como quis.
E, se todos fossem um só membro, onde estaria o corpo?
Assim, pois, há muitos membros, mas um corpo.
1 Coríntios 12:15-20

Qual o problema então?

Quem se propõe em subir em um palco, em ir à frente de uma banda, tem que ter em mente que o mínimo esperado é que faça bem feito. O problema não é você cantar desafinado para si, no seu canto, é você pegar um microfone com o volume acima do adequado expondo todo o seu despreparo. O problema é você pegar seu instrumento musical e tocar sem ao menos afinar, sem ter a menor noção de como ele funciona.

O problema é estarmos em 2017, com ferramentas maravilhosas como YouTube, Google, Facebook, VEVO, Vimeo, entre outras, que permitem acesso irrestrito a dicas, orientações, vídeo aulas, e mesmo assim ver pessoas acomodadas, preguiçosas, sem compromisso com Deus, a Igreja e seu próximo.

Só não aprende e melhora quem não quer ou não pode (limitação física), sendo que neste último é um problema clínico, e deve ser acompanhado por um médico para avaliar.

  • Os problemas estão nos crentes mimados, que não sabem ouvir um não, uma crítica, pois essas críticas dizem que eles devem sair de sua zona de conforto para fazer mais e melhor.
  • Os problemas estão nos líderes que ficam passando a mão na cabeça de pessoas despreparadas, incentivando a mediocridade.
  • O problema é a retórica, dizendo que temos que fazer o melhor, mas aí de quem dizer que o que está pessoa faz está longe de ser o melhor.
  • O problema é relativizar a música, tratando como se ela fosse uma matéria subjetiva, como se Dó, Ré ou Mí fossem um sentimento vago, algo aleatório, que muda de acordo com a vontade de cada um, ao invés de entender que são notas precisas, ignorando totalmente a ciência por trás, como se cada um pudesse escolher como será o seu Dó.

Sim, Deus recebe seu louvor desafinado, não tenho argumentos ou um texto bíblico para dizer o contrário, mas na grande maioria das vezes seu Irmão não recebe, seu irmão não participa, não contribui ou concorda com seu louvor e despreparo, pois fere seus ouvidos, tira a atenção, desconcentra toda a congregação.

Existem exceções, pequenas comunidades que abstraem as desafinações, que ignoram seu jeito de ser, talvez por falta de opção, por falta de conhecer algo melhor, ou simplesmente por serem pessoas simples demais. Mas isso não quer dizer que é correto, não justifica permanecer na ignorância.

Concluindo

A Bíblia não se propõe em ser um livro técnico musical, não busca explicar a ciência por traz da música, mas Deus nos deu inteligência e permitiu que chegássemos até aqui com mais conhecimento, o que nos permite fazer mais e melhor.

Pelo contrário, a Bíblia se propõe em nos guiar nesta jornada do relacionamento interpessoal e espiritual, nos mostrando como nos relacionarmos melhor com Deus e o próximo, estabelecendo uma ordem de valores, onde o seu Eu, seu Ego, suas prioridades só serão prioridades para Deus quando tornamos as prioridades dele e do próximo nossas prioridades.

Quer ser vitorioso? Torne seu irmão vitorioso! Ajude-o alcançar, crendo com ele, orando por ele, concordando com ele.

Você alcançará a vitória quando ele se convencer que você deve se tornar um vitorioso, e juntos concordarem, juntos clamarem ao Pai em nome do Filho.

Por isso é sua obrigação estudar, se preparar, melhorar.

Por outro lado, não sou contra o simples e bem feito, não acho que a igreja, as comunidades devam se tornar reduto de músicos profissionais apenas. A igreja deve promover momentos para que todos participem, deve criar oportunidades para que os talentos se desenvolvam.

Os líderes devem incentivar que seus liderados que melhorem, devem valorizar os que se empenham e de forma alguma incentivar a mediocridade. Devem orientar aqueles despreparados a buscarem o preparo. Também devem buscar sabedoria para lidar com aqueles que não possuem talento, principalmente os que não têm talento mas insistem em participar, pessoas que não percebem que estão atrapalhando. E aí não tem jeito, o líder deve estar preparado, pois este tipo de conversa é sempre desafiadora. Já deixe o pastor de prontidão para tratar o emocional depois.

Enfim, podemos e devemos fazer melhor. Muitas vezes o simples é o melhor, mas o simples bem feito, dotado de amor e fé.

Respondendo as perguntas do início…

O Louvor é para quem? Porque nos preocupamos tanto com a aprovação dos outros irmãos?

É para Deus e para o próximo. Devemos sim nos preocupar com a aprovação de nossos irmãos. Claro que separando o joio do trigo, aqueles que são maldosos, não contribuem para o crescimento de ninguém. Mas também devemos nos lembrar que o fato de discordarem de você não torna ninguém joio.

Quando louvamos, cantamos ou tocamos um instrumento, para quem estas palavras e sons serão emitidos?

São principalmente para a Igreja, para o próximo.

Devemos ignorar nossos irmãos, amigos e convidados dando atenção somente a Deus no culto?

De forma alguma, eles são parte fundamental.

Não existe corpo santo e mão pecadora. O corpo todo deve louvar unido, em concordância.

Deus se agrada desta forma de pensar?

Deus não aprova o individualismo.

Mais sobre Louvor e Adoração…

Se você deseja aprender mais sobre louvor e adoração, criamos uma série de artigos que já conta com mais de 10 artigos para ajudar a entender os tipos de louvor e adoração:

O que é um louvor vertical? Ou, o que é uma canção vertical?
http://www.maisqueadoradores.com/page/2017/11/24/o-que-e-um-louvor-vertical/

O que é um louvor horizontal? Ou, o que é uma canção horizontal?
http://www.maisqueadoradores.com/page/2017/11/13/o-que-e-um-louvor-horizontal-ou-o-que-e-uma-cancao-horizontal/

O que é um louvor Cristocêntrico? Ou, o que é uma canção Cristocêntrica?
http://www.maisqueadoradores.com/page/2017/11/13/o-que-e-um-louvor-cristocentrico/

O que é um louvor Antropocêntrico? O que é uma canção Antropocêntrica?
http://www.maisqueadoradores.com/page/2017/11/02/o-que-e-um-louvor-antropocentrico/

O louvor é para quem? A música e os sons são para quem?
http://www.maisqueadoradores.com/page/2017/10/24/o-louvor-e-para-quem/

O que é um louvor espontâneo?
http://www.maisqueadoradores.com/page/2018/04/21/louvor-espontaneo/

No louvor, Unção ou técnica? Qual a prioridade de uma banda/ministério de louvor?
http://www.maisqueadoradores.com/page/2018/03/29/louvor-uncao-ou-tecnica/

Como levar a Igreja a adoração? O que é um Ambiente de adoração?
http://www.maisqueadoradores.com/page/2018/03/27/como-levar-a-igreja-a-adoracao/

Worship Significado
http://www.maisqueadoradores.com/page/2018/03/14/worship-significado/

Bandas e Ministérios de Worship que recomendamos
http://www.maisqueadoradores.com/page/2018/03/08/bandas-e-ministerios-de-worship-que-recomendamos/

O que é Worship? Ou estilo musical Worship?
http://www.maisqueadoradores.com/page/2017/10/09/o-que-e-worship-ou-estilo-musical-worship/

E continuamos produzindo novos artigos que você pode acompanhar pela Página Inicial de nosso site ou através da página da “Série Louvor e Adoração“.